Vamos abrir um SPA… em casa?

Todas nós gostaríamos ter a oportunidade de ir a um SPA semanalmente e cuidar de nós. Mas infelizmente nem sempre é possível, por questões de tempo e talvez a grande maioria das vezes porque não temos dinheiro suficiente que nos permita ser tão assíduas nestes “Olímpos do Relaxamento” quanto gostaríamos.

sarah-gray-351935-unsplash

Photo by Sarah Gray on Unsplash

A verdade é que vivemos a correr, contanto cada cêntimo e relaxamento e bem-estar quase nem aparecem no nosso Dicionário-Vocabular-Feminino.

Mas hoje queria mostrar-vos que é possível criarem o vosso SPA em casa, bastando vontade, bom gosto e alguns produtos que farão toda a diferença.

AMBIENTE

O ambiente é quase tudo num SPA: a luz, a temperatura, o aroma e a música. Não podem falhar.

A luz deve estar amena, e se não tiverem como a controlar em vossa casa usem candeeiros ou velas para reduzir a luz e criar um ambiente mais relaxante. Se optarem por velas estarão a fazer um dois-em-um pois criarão também um aroma agradável que vos ajudará a relaxar. Opto sempre por aromas quentes, mas normalmente os aromas de lavanda são ótimos para relaxar.

Continuando na aromatização, além das velas, existem também os novos ambientadores com óleos essenciais. Os óleos essenciais têm imensas potencialidades e benefícios para o nosso organismo e cheiram maravilhosamente. Os meus favoritos são: lavanda (alfazema é a mesma coisa), neroli e eucalipto. São maravilhosos e vão deixar-vos muito relaxadas.

A temperatura deve ser equilibrada. Nem demasiado quente, nem demasiada fria. Para equilibrarem a temperatura usem um aquecedor de preferência a óleo, que manterá a temperatura estável mais tempo.

Por fim, a música. Deve ser relaxante, calma e, se forem como eu vão preferir instrumentais apenas. Vocês podem escolher uma playlist que gostem e o Spotify é a melhor fonte que existe, com uma oferta ilimitada quase. A minha playlist favorita é a PEACE, e vocês vão adorar!

OS PRODUTOS

Os produtos são parte essencial deste processo. Não precisam de uma panóplia, apenas os essenciais: esfoliante, óleo e um creme ou máscara corporal hidratante. Claro que se quiserem posso partilhar convosco outros tratamentos que podemos fazer em casa, mas começaremos pelo mais simples: fazer uma esfoliação total no corpo e hidratá-lo.

NOTA: coloquem uma toalha na cama onde vão deitar-se só para não empastarem tudo, just saying.

O esfoliante que mais gosto não é novidade para vocês aqui, é da Rituals Ayuverda Body Scrub, porque tem tudo o que é preciso: deixa a pele como seda, e tem um aroma único que nos deixa relaxadas como nunca. Como não vamos fazer este tratamento na banheira, mas sim na nossa “marquesa improvisada” este produto funciona perfeitamente, pois é oleoso o suficiente para esfoliar a pele sem esta estar húmida. Se ainda assim tiverem dificuldade em espalhar o produto, tenham ao vosso lado borrifador com água que ajudará e muito neste processo. Massagem todo o corpo em movimentos circulares para obterem um melhor resultado. É normal a pele aquecer e ficar levemente avermelhada, sinal que está a ser ativada. Depois de massajarem todo o corpo, deixem repousar cerca de 10m e o aroma deste produto fará o resto por si.

Depois terão de se passar por água para retirarem os grãos do esfoliante. Seguidamente vamos começar o processo de hidratação. Aconselho um creme muito hidratante pois a pele estará mais disponível que nunca para ser hidratada. Apliquem uma quantidade generosa e voltem a relaxar por 10 minutos até todo o creme ter sido absorvido pela pele.

Por fim, e isto é só para quem gosta, vamos aplicar um óleo seco que nutra  a pele. Hoje os óleos “secos” são ótimas opções, pois não deixam a pele excessivamente gordurosa. Apliquem em toda a pele massajando sempre em movimentos circulares. Podem aproveitar para massajarem o corpo, estimulando a absorção do produto pela pele. Deixem-se relaxar mais uns minutos. Quando se levantarem vão sentir-se mais relaxadas e a vossa pele a parecer seda.

Como vêem tudo é possível desde que queiramos.

blog_signature

Anúncios

“Piquenique” de novidades

Na semana passada comecei a usar novos produtos de cuidado de rosto. Claro que ainda não tenho uma opinião muito fundamentada, mas para já so far so good. Já eu não fazer reação é bom sinal, porque ultimamente a minha pele tem andado particularmente sensível e reativa.

Minéral 89 Vichy, um concentrado rico em água mineralizante e ácido hialorónico. Ótimo para reforçar os níveis de hidratação e as defesas naturais da pele todas as manhãs. Gosto de aplicá-lo com água termal e uso-o quase como um sérum, uma vez que a seguir aplico um creme de olhos e de rosto.

Nos meus momentos semanais de SPA caseiro incluí dois novos produtos, ambos da Mary Kay: máscara Botinical Effects e máscara renovadora Timewise. A primeira é de limpeza e esfoliação e a segunda de hidratação. Admito que estava com receio da máscara de limpeza, pois a última que tinha utilizado do género, de uma outra marca, deixou-me a pele super irritada. Mas a primeira utilização já passou e correu tudo bem.

Por úultimo, conheci mais uma marca de cosmética portuguesa, a Dvine. Fiquei muito feliz porque vejo surgirem cada vez mais marcas portuguesas a apostarem em cosmética de qualidade o que é uma ótima notícia para nós e para o mercado. Esta marca está ligada com o vinho (há coisa mais portuguesa que isto?), pois buscar todas as coisas boas à uva: antioxidantes, óleo de Grainha de Uva Bio, resveratrol, vitamina E, entre outras coisas boas para a pele. Estou a utilizar o creme de dia deles e gosto da textura e aroma. Veremos o que a continuidade traz de benefícios à minha pele.

Como já é hábito, dos produtos que eu gosto mesmo farei reviews mais aprofundados quando fundamentar a minha opinião e começar a ver as mudanças na minha pele. Ok?

E vocês? O que têm usado de novo?

Addio

blog_signature

Já descobriram a Lucuma?

Lucuma é um super alimento, que eu descobri recentemente. O que é? É um fruto natural da América do Sul, e tem inúmeros benefícios. Por cá a forma temos a versão em pó, e é cada vez mais fácil encontrá-los e lojas de produtos naturais, e não só também as grandes superficieis começam a oferecer este super alimento.

photo-1506368249639-73a05d6f6488.jpeg

https://unsplash.com/photos/vA1L1jRTM70

Este superalimento é um ótimo adoçante natural. Claro que quem está habituado a consumir açúcar vai achar que a Lucuma não adoça nada, mas quem como eu não consume açúcar, verá as propriedades adoçantes deste fruto. Podem colocar nas vossas panquencas, bolos, bolachas, basicamente em tudo ao que queiram dar um sabor mais adocicado e ligeiramente abaunilhado.

Mas os beneficios não ficam por aqui. A lucuma é rica em antioxidantes, rica em fibra, poder anti-inflamátoria, anti-viral e anti-bacteriano. É ainda bom para o sistema digestivo e ainda rico em vitaminas e mineriais. Só coisas boas.

Uma nota. Um superalimento é apenas isso mesmo, um superalimento. Não é a salvação para a nossa vida, nem para a nossa alimentação. Estes alimentos e superalimentos devem fazer parte da nossa alimentação, claro, mas é fundamental que esta se mantenha  o mais diversificada possível. No que toca a alimentação é preciso sempre ler muito, investigar e explorar, e é fundamental termos os conselhos de um nutricionista a quem possamos recorrer sempre que possível.

blog_signature

Como podemos comer melhor e ainda poupar uns trocos?

Todos deveríamos ter tempo para cozinhar e comer o que mais gostamos todos os dias, não é? Mas a verdade é que isso não acontece. Muitas vezes andamos atrás do tempo, comemos no carro, ou ao computador, ou ainda em sítios mais loucos e descabidos apenas porque comemos para sobreviver. Não planear o que comemos leva-nos, regra geral, a comer porcaria e gastar dinheiro desnecessariamente, o que ninguém quer (porque se for para comer porcaria então que seja intencional).

Deixo-vos 3 dicas, que resultaram comigo, para conseguir comer melhor.

  1. Ter uma lista mental ou escrita com o que vamos comer na semana ou próximos dias. É dificil? Se calhar sim, mas vai trazer frutos. Eu costumo idealizar por objetivos, por exemplo, se tenho trabalho 4 dias seguidos planeio o que comer nesses 4 dias e nas folgas seguintes logo preparo o restante. Esta lista Ajuda muito até no que toca a fazer compras. Sou das que não consigo fazer muitas compras e que acha que falta sempre alguma coisa. Normalmente falta-me é tempo!
  2. Ter sempre pontos seguros, e isto pode ser fruta, snacks ou sopa. Aquelas coisas que  podemos ter em grandes quantidades em casa e que nos podem safar em qualquer momento. Podem fazer os vossos snacks se quiserem reduzir o custo e os níveis de açúcar.
  3. Tirem tempo para comer. Eu falho imensas vezes aqui. Mas lembrem-se que é importante também descontrairmos um pouco. Comigo a comida tem um efeito terapeutico, relaxa-me. Parar um pouco faz parte, e vocês, assim como eu, podem dar-se a esse luxo.

blog_signature

4 coisas que podemos fazer para lidar com a desmotivação

Já todos nós em algum momento nos sentimos desmotivados, desinspirados em fazer algo em específico ou em geral na nossa vida. Não é uma situação muito agradável como se sabe. Basicamente não nos sai nada de novo ou criativo, sentimos-nos apáticos e desagradados com quase tudo. Regra geral a nossa capacidade de reação a um problema reduz drasticamente e um simples facto como não termos lavada a nossa camisa favorita torna-se uma problema à escala mundial.

Claro que cada um reage à sua maneira, mas a verdade é que estar desmotivado ou desispirado é uma seca e ninguém gosta de estar nesta situação.

nathan-lemon-482951-unsplash.jpg

Photo by Nathan Lemon on Unsplash

A boa notícia é que nós podemos fazer algo. Claro que não tenho uma solução mágica para vos trazer, mas há pequenas coisas que podemos fazer e estão ao nosso alcance. Claro que pode não resultar com todos vocês, mas vale a intenção de partilhar.

  1. Ler um bom livro. De preferência inspirador. Para quem gosta de ler é sempre bom quando temos um bom livro connosco. O que inspira cada um depende sempre do vosso gosto, mas eu gosto muito de um bom romance ou um livro de viagens. e vocês?
  2. Tirar uns dias num local inspirador. Sair da nossa rotina é sempre uma boa ideia quando parece que estamos agarrados à monotonia do dia a dia. Não precisamos ir para nenhum hotel dispendioso, e gastar 500€ num fim-de-semana. O nosso país está repleto de locais inspiradores e relaxantes, onde não precisamos gastar rios de dinheiro. Preciso é uma boa pesquisa. Leiam, investiguem e encontrarão o local secreto para uma escapadinha de dois dias.
  3. Decidam fazer um workshop sobre algo que gostam e sobre o qual querem saber mais, assistam a uma palestra, ou experimentem algo completamente novo e desafiante. A melhor forma de nos inpirarmos é fazermos o que mais gostamos. Quanto mais fizermos e falarmos sobre o que mais gostamos é a melhor forma de nos motivarmos com a nossa vida.
  4. Rodear-nos de quem nos faz bem. Pessoas e relacionamentos são essenciais na nossa vida. É importante sorrir e divertir-nos, e nada melhor que as pessoas que mais gostamos para nos fazer feliz.